4 de setembro de…

0
Share

1843   A Imperatriz D. Teresa Cristina desembarca no Rio de Janeiro. (Rio Branco, Ef. p. 412).

 

1882   A Câmara Municipal de Taubaté assina com a sociedade Carmo Cintra & Irmão, proprietária da empresa de gás e óleos minerais de Taubaté o contrato para iluminação da cidade ao preço de 220 réis por combustor e por noite quanto à iluminação pública e 260 réis por metro cúbico a particular. (Jornal de Taubaté de 26 de outubro de 1905).

 

1884   O Dr. José Ricardo Moreira de Barros e sua esposa segue para Caxambu para fazerem uso de águas. (Gazeta de Taubaté).

 

1884   Para a Corte com destino a Lisboa em busca de melhoras para sua saúde, seguem o Sr. Hermínio Coimbra, ex-proprietário do jornal “O Paulista” e sua esposa. (Gazeta de Taubaté).

 

1884   Assume o governo da Província de São Paulo o médico baiano Dr. José Luiz de Almeida Couto, designado pelo gabinete Souza Dantas. Pelo seu relatório verifica-se existirem ainda na província 11 aldeamentos de indígenas dirigidos pelo Brigadeiro Luiz de Castro Carneiro Leão, entre os quais um em Queluz, de índios Puris, mas já em declínio. (Gazeta de Taubaté de 7 e Aureliano Leite – História da Civilização Paulista – edição monumental – 1954 – p. 205).

 

1884   Assume a presidência da província de São Paulo o conselheiro José Luís de Almeida Couto. (Folhas).

 

1884   A Gazeta de Taubaté que se publica normalmente nos dias 5, 10, 15, 20, 25 e 30 de cada mês sai excepcionalmente hoje, 40º aniversá-rio de casamento de D. Pedro II. (Gazeta de Taubaté).

 

1884   Anuncia-se o programa de festas com que se vão inaugurar os serviços de iluminação a gás na cidade no próximo dia 7 de setembro e cujo palco será a esquina da Rua Dr. Souza Alves com a Rua Dr. Falcão Filho (canto) (hoje Carneiro de Souza) onde se armará coreto iluminado a globo de cores, arco iluminado, a gás, bandeiras, galhardetes, palmeiras no quarteirão e a presença da Corporação Musical Philarmônica Taubateense. Estranha-se que não se tenha incluído o legendário Te-Deum e os entusiásticos hinos nacionais que vão caindo em desuso na época. Pede-se aos moradores da cidade que iluminem as frentes de suas casas pois Taubaté deve se revestir de gala. (Gazeta de Taubaté).

 

1884   Transcreve-se em Taubaté notícia vinda de Paris de que ali um adelo ou adeleiro (vendedor de trastes usados) exibe a pele da serpente que seduziu Eva no Paraíso, colada em pergaminho num quadro com certificados de eminentes doutores em teologia e selos de faculdades, provando a credulidade reinante na Idade Média, pele que teria sido conservada pela família de Adão na Ásia. (Gazeta de Taubaté).

 

1884   O Dr. Fernando de Mattos anuncia a venda de pedras artificiais para calçadas, de sua recém-fundada fábrica à Rua de São José, perto da estação. Encarrega-se de assentá-las. (Gazeta de Taubaté).

 

1886   O Sr. Pedro Silva, professor público do Bairro do Areão torna público que se acha aberta sua escola na casa do Dr. Marcelino Vaz. (Gazeta de Taubaté).

 

1889   Morre em Taubaté o jovem cidadão Manoel Dias Cardoso Júnior, filho do major Manoel Di-as Cardoso e genro do Sr. Manoel Inocêncio de Camargo. Viúva: Maria de José de Camargo e sogra: Ubaldina Marcondes Rezende. (Jornal do Povo).

 

1889   Morre em São Paulo D. Tereza da Silva, esposa do ilustre taubateano Dr. Antônio  Maria da Silva, radicado em Tremembé. (Jornal do Povo).

 

1890   O Sr. John Milne Tindall e Ex.ma família partem para o Rio de Janeiro com destino à Europa. Faz parte do Cons. de Intendência Municipal de Taubaté. (Jornal do Povo).

 

1891   Morre em Taubaté o jovem musicista e subde-legado de polícia local Sr. Bernardino Antônio Coelho Júnior, vítima de enfermidade que aju-dava debelar. Era regente e diretor da Corporação Musical Philarmônica Taubateense que faz entrega à viúva da quantia de 150$000 que verificou lhe tocar em rateio. Era casado com D. Idalina Amália Barreto Coelho. Morreu de varíola. (Jornal do Povo).

 

1897   Em concurso para provimento do cargo de adjunto de diretor do Grupo Escolar de Taubaté o Sr. Arthur Santiago é aprovado com grau 8, único candidato. A banca examinadora foi constituída dos Srs. c.el José Benedito Marcondes de Mattos, presidente, Dr. José Aristides Monteiro e cap. João Benedito de Oliveira, China, Insp. Literário, examinadores. (Diário de Taubaté).

 

1900   Com 77 anos de idade morre em Taubaté o Sr. Pedro Pereira de Barros, ex-vereador à Câmara Municipal de Taubaté, de que foi Procurador, e avô do jornalista Pedro Cunha. (J. Taubaté).

 

1901   Em tratamento de saúde encontra-se em Taubaté o violinista e compositor Arthur Camargo, procedente do Rio de Janeiro onde iniciou sua carreira em vários salões e orquestras compostas de professores. Na retreta a ser executada pela banda João do Carmo no dia 7 de setembro vai exibir a composição de sua autoria “Congresso Brasileiro”. É natural de Taubaté. (Jornal de Taubaté).

 

1910   Morre em Cachoeira a Ex.ma Sr.a D. Elvira Azambuja Varella esposa do Dr. Carlos Varella, médico ali residente. (O Norte).

 

1910   S.S. o Papa Pio X autoriza a celebração de missa à tarde. (Norte).

 

1912   Morre em Taubaté o Sr. Caetano Negrini, pai do Sr. Amaro Negrini, estabelecido na Praça Dr. Monteiro. (A Federação).

 

1913   O Dr. Francisco Cardoso Ribeiro reassume o cargo de Juiz de Direito da Comarca de que se achava afastado por motivo de licença (morreu-lhe a esposa em Roseira) e que vinha sendo substituído pelo 1.º juiz de paz Dr. José Alfredo Granadeiro Guimarães. (A Federação).

 

1913   Noticia-se o falecimento em Tremembé, na semana finda, do ancião Manoel Inocêncio de Camargo, pai do Sr. J. Euclides de Camargo tesoureiro da Câmara Municipal de Tremembé e do Sr. Virgílio de Camargo, funcionário do telégrafo em Santos. (A Federação).

 

1914   O ten. c.el Augusto César Monteiro, 2.º Juiz de Paz do distrito de Taubaté em cumprimento ao decreto 1411 de 10 de outubro de 1906, art. 47, convoca os eleitores locais para a eleição de um senador estadual a 19 do corrente na vaga ocorrida com a morte do Dr. José Luiz de Almeida Nogueira. Escrivão de Paz: José do Nascimento Machado. (O Norte).

 

1914   Morre em São Paulo o c.el João Moreira da Costa, abastado agricultor em Caçapava, ope-rado no Sanatório Santa Catarina. O corpo foi removido para Caçapava. Era muito relaciona-do e estimado em Taubaté. (O Norte).

 

1914   O Prefeito Municipal de Taubaté Dr. Gastão Câmara Leal encaminha à Câmara Municipal o pedido da diretoria das “Obras Especiais da Sociedade de São Vicente de Paulo” (denominadas Vila São Geraldo) de cessão de uma área de terreno de60 m de frente no antigo cemitério do Areão para construção das casas para morféticos. (Norte).

 

1914   Despachado pelo Prefeito Municipal, Dr. Gastão, encaminha-se à Câmara Municipal de Taubaté pedido dos moradores e proprietários do Largo de Santa Luzia no sentido de ali ser construído um chafariz em virtude da grande seca reinante que secou tanques e poços, etc, inclusive o córrego do Cristóvão, todo seco. (O Norte).

 

1914   Moradores da Linha do Bonde dirigem à Câmara Municipal de Taubaté abaixo-assinado informando que apesar de contribuírem com impostos não têm comunicação com a cidade e solicitam a abertura de rua que facilite tal comunicação. A Prefeitura Municipal dá parecer favorável indicando a solução que é o prolongamento da Avenida Santa Isabel (hoje c.el Augusto Monteiro e que não ia a esse tempo além da então Avenida Tindall, isto é, terminava na rua fronteira ao Hospital e Seminário). A própria Central do Brasil já havia dado autorização para a porteira e passagem de nível sobre o leito adiante. (O Norte).

 

1914   Noticia-se a promoção do sacerdote taubateano Rev. Côn. Juvenal Kohly (Juvenal Augusto de Toledo Kohly) da paróquia de Atibaia para a do Brás, na Capital. Ordenado em 1894, lecionou no Seminário Episcopal e Colégio Diocesano durante 12 anos, tornando-se notável em ciências matemáticas e muito acatado no meio intelectual. Nomeado em 1907 para vigário de Atibaia, desenvolveu ali toda sua atividade sacerdotal: reformou a matriz, hoje uma das mais belas do interior e conquistou o povo que chorará sua transferência. (O Norte citando o Correio Paulistano).

 

1914   A Comissão de Socorros Públicos de Bauru envia à sua congênere de Taubaté exemplar do projeto de lei sobre assistência pública, aprovado em reunião popular realizada naquela cidade a convite do Prefeito Municipal (Nota: é possível que seja o “Comitê” para colocação de desempregados cuja consti-tuição foi solicitada em Circular pelo secretário da agricultura Dr. Paulo de Moraes). (O Norte).

 

1914   A escola noturna de Taubaté dirigida pelo prof. Zeno Nogueira Barbosa (que faz o necrológio) presta homenagem ao Santo Padre Papa Pio X. (O Norte).

 

1915   Morre em Taubaté D. Anna de Abreu Castilho, sogra do Dr. Pedro Luiz de Oliveira Costa, então Prefeito Municipal e deputado estadual. (Gazeta de Taubaté).

 

1932   Realiza-se na Praça da Catedral a cerimônia de bênção e entrega de rica bandeira nacional oferecida por D. Angelina Audrá ao Batalhão auxiliar da Força Pública aqui organizado pelo Prefeito Municipal major Manuel Paranhos Bello Cardoso. Usou da palavra o orador sacro Pe Antônio Morais Jr. (A Folha).

 

1932   Desfila pelas ruas de Taubaté, preparando-se para o 7 de setembro o “Batalhão Infantil” des-ta cidade com quase 300 crianças e que na Praça Santa Teresinha é batizado com o nome de Batalhão Infantil “Gal. Klinger” organizado pelo Sr. Jarbas Câmara Leal Barros. (A Folha).

_______

Extraído das Efemérides Taubateanas, de José Cláudio Alves da Silva. Acervo Maria Morgado de Abreu

Related Posts
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *